Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Sul e Regiões Autónomas

Após a grande greve de 25 de Janeiro, em que os Auxiliares de Acção Médica demonstraram a sua força, vontade de lutar por uma Carreira digna e a determinação nesse objectivo, o Governo insiste em fazer silêncio, numa inaceitável falta de resposta a esta reivindicação.

Como se não bastasse a falta de vontade do governo, vêm agora à discussão na Assembleia da República dois projectos-Lei que tentam regular a profissão de Técnico Auxiliar de Saúde, deixando de fora da discussão os representantes dos Trabalhadores.

Tratam-se de dois projectos-Lei que, a ser aplicados, deixariam estes trabalhadores na (...)
(ver comunicado)
Share