Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Sul e Regiões Autónomas

As recentes declarações do Secretário de Estado da Saúde, Manuel Delgado, afirmando que as baixas por doença no SNS são uma “vergonha” e a manifestação de desconfiança de que muitas das baixas por doença ou por gravidez de risco apresentadas não correspondam à realidade são demasiado graves e representam uma afronta vergonhosa e inaceitável a quem trabalha no SNS, demonstrando que este Secretário de Estado desconhece, em absoluto, o sector de que fala.

O Ministério da Saúde tem recusado a negociação com a Federação de Sindicatos dos Trabalhadores da Administração Pública há anos, permitindo horários díspares para trabalho igual, a acumulação excessiva de trabalho suplementar não pago e a falta de mais de 6000 assistentes operacionais.

(Ver Comunicado)

Share