Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Sul e Regiões Autónomas
saude24out 

  

 

 

Hoje, os trabalhadores da Saúde – assistentes operacionais, assistentes técnicos, técnicos de diagnóstico e terapêutica e técnicos superiores de saúde – do contrato de trabalho em funções públicas e do contrato individual de trabalho, têm razões suficientes para lutar:

  • Pelas 35 horas;
  • Contra a desregulação dos horários e a falta de pessoal;
  • Em defesa do Serviço Nacional de Saúde.

 

 

(Ver comunicado)

Share