Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Sul e Regiões Autónomas
autocolante FSFP1   

Governo prepara a privatização da ADSE! Não concordamos com este caminho e afirmamos:

A ADSE deve manter-se uma Direcção Geral e na esfera da administração directa do Estado.

A ADSE é - e deve continuar a ser - um sistema complementar de saúde aberto a todos os trabalhadores (incluindo os CIT) que exercem funções públicas e aposentados;

A contribuição dos trabalhadores e aposentados deve ser reposta para 1,5%, 12 meses por ano.

O dinheiro que possa eventualmente faltar deve ser assumido pelo Orçamento do Estado. O Estado, enquanto empregador, não pode continuar a demitir-se do financiamento da protecção social dos trabalhadores.

O excesso de receitas deve servir para alargar os benefícios prestados a todo o território nacional e reduzir a comparticipação dos beneficiários nos diversos actos médicos e não ser desviado pelo Estado para outros fins. Todas as receitas devem ficar exclusivamente ao serviço da ADSE.

Só assim se garantem os direitos e interesses dos trabalhadores em funções públicas e dos aposentados.

(Ver Comunicado)

(Ver Parecer entregue ao Governo)

Share