Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Sul e Regiões Autónomas

Depois de andar a afirmar que a reposição das 35 horas seria aplicada em 01 de Julho, o Governo/PS apresentou esta 6a feira, proposta que condiciona a reposição do horário semanal a todos os trabalhadores. O resultado do inquérito, mandado fazer aos serviços, continua escondido e, neste momento, não se sabe a quem é que as 35 horas vão ser aplicadas, nem quais os critérios. 

O que o PS pretende é que, nos serviços onde o número de trabalhadores seja insuficiente, a aplicação das 35 horas seja feita de forma faseada, até 31 de Dezembro e só após a realização de concursos de recrutamento. Todos sabemos que os serviços funcionam há anos com falta de trabalhadores e que os concursos de recrutamento duram mais de 3 meses a ser concluídos. Ora, se este Governo apresentou, no Programa de Estabilidade, a regra de por cada 2 trabalhadores que saem entra 1, facilmente se conclui que o défice de trabalhadores vai continuar a existir, logo o argumento do aumento de trabalhadores é MENTIRANão aceitamos que os trabalhadores sejam discriminados pelo serviço onde estão colocados.

 

 

Dia 20 de Maio participa na manifestação contra o roubo dos direitos - pelos salários, pelos horários, pelo emprego.

 

Share